Notícias

Mediação e gestão de conflitos pauta encontro da Cacis Mulher

Encontro reuniu empreendedoras associadas à Cacis Mulher (FOTO: Édson Luís Schaeffer/Conte Comunicação & Marketing/divulgação)

 

A Postura e Posicionamento na Mediação e Gestão de Conflitos foi tema de encontro promovido pela Cacis Mulher. O bate-papo, que ocorreu na terça-feira, dia 14 de setembro, reuniu empreendedoras associadas à Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (Cacis) de Estrela no auditório da Trip Tecnologia.

O tema foi abordado em um bate-papo descontraído ministrado pela coaching e sócia-proprietária da Mind On Consultoria e Treinamento, Amanda Mafissoni Sulzbach. Em sua fala, Amanda provocou as participantes a refletirem sobre os seus posicionamentos em situações de conflito, por mínimos que sejam, e como gerir os mesmos.

A coaching expôs que conflitos surgem pelo pensamento diferente das pessoas sobre uma mesma situação. “Os conflitos aumentaram em muito nos últimos tempos, justamente por estarmos mais sobrecarregados. O acesso imediato às informações nos faz questionar ou sermos questionados sobre as nossas decisões e ações”, frisou.

Amanda Mafissoni Sulzbach (FOTO: Édson Luís Schaeffer/Conte Comunicação & Marketing/divulgação)

Amanda Mafissoni Sulzbach (FOTO: Édson Luís Schaeffer/Conte Comunicação & Marketing/divulgação)

Durante sua fala, Amanda ainda trouxe cinco formas de lidar com o conflito. A primeira forma é a competição. “Quero que prevaleça o meu argumento e, para isso, me abasteço de dados, informações, mas transmitir conhecimento e segurança. Mas a competição não pode ser usada para tudo”, expôs.

A segunda forma é a acomodação. “Dentro de uma situação de conflito, tenho a minha opinião, mas não tenho a segurança de me posicionar. É não despender energia com algo que não me interessa”, explicou. A terceira forma é a evitação. “Fujo do assunto que não domino e também não deixo o outro colocar o ponto de vista dele. Em outras palavras, não quero me indispor com ninguém”, colocou.

A quarta forma apresentada pela palestrante é o compromisso. “É focar na solução do conflito, de resolver o problema que gerou o conflito. As duas partes precisam ceder e se envolver na busca da solução”, afirmou. E a quinta forma é a colaboração. “É escutar as partes, definir prioridades e ser colaborativo. É ser um apoio, instigando o outro e entendendo a dificuldade de não ter sido cumprido o compromisso firmado”, salientou.

No final de sua apresentação, a coaching ainda citou os três estágios da mediação do conflito, que são a empatia, o envolvimento e a estratégia. Por fim, deixou uma dica às participantes. “Resolvam uma situação de vez. Um conflito não resolvido é como um disco arranhado, que impede que passemos à próxima música”, sublinhou.

Para a coordenadora da Cacis Mulher, Aline Magalhães Krabbe, os encontros mensais do grupo procuram abordar assuntos do dia a dia das empreendedoras. “São momentos ricos de conhecimento e de troca de experiências. Em cada encontro, abordamos um assunto diferente, a partir de temáticas levantadas pelas próprias integrantes do grupo”, ressaltou.

A presidente da Cacis, Andreia Zwirtes Kich, da mesma forma, ressalta a importância das temáticas abordadas nos encontros da Cacis Mulher. “Muito do que aprendemos nestes bate-papos podemos aplicar no nosso dia a dia, especialmente em nossas empresas. Isto potencializa ainda mais o empreendedorismo de Estrela, especialmente o empreendedorismo feminino”, frisou.

Encontro reuniu empreendedoras associadas à Cacis Mulher (FOTO: Édson Luís Schaeffer/Conte Comunicação & Marketing/divulgação)

Encontro reuniu empreendedoras associadas à Cacis Mulher (FOTO: Édson Luís Schaeffer/Conte Comunicação & Marketing/divulgação)

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer/Conte Comunicação & Marketing