Notícias

Projeção é de que economia brasileira reaja em novembro e dezembro

IMG_7547

A economia brasileira é um dos principais assuntos em discussão entre empresários, comerciantes e prestadores de serviços do Vale do Taquari. Pensando nisso, Câmara de Comércio, Indústria e Serviço de Estrela (Cacis) apresentou na sexta-feira, dia 26, a palestra Cenário Macroeconômico Brasileiro, ministrada pelo economista Gustavo Inácio de Moraes.

Gustavo apresentou números e fatos da economia brasileira, mostrou o desafio da previdência e das contas públicas, e a perspectiva da tributação no Brasil. Segundo ele, o cenário atual não é positivo, mas há uma perspectiva de que em novembro e dezembro deste ano, as pessoas vão investir e o mercado ter sinais positivos. Contudo, depois disso, volta a cair, até agosto e setembro de 2020 (pré-eleições), meses com previsões de novo saldo positivo.

O Brasil, na visão dele, hoje está abaixo do potencial em todos os segmentos. “Para se recuperar é preciso urgente que se tenha uma visão a longo prazo, em especial nos serviços públicos. Projetos paliativos, como já diz, são fugazes e, portanto, ineficazes. Um deles foi a liberação de R$ 500 do FGTS.”

Destaca que a previdência hoje é o maior gasto econômico brasileiro. O setor público gasta R$ 838 bilhões por ano e a União gasta R$ 654 bilhões. O valor é quatro vezes maior do que se gasta com saúde e educação juntos. “Mesmo com as mudanças, em 10 anos ela terá que ser discutida novamente, porque não é eficiente.”

RS com saldos positivos

O Rio Grande do Sul foi o estado brasileiro que mais cresceu nos últimos 12 meses, com 6,71%. Isso, segundo Gustavo se deve ao desenvolvimento e investimento das empresas gaúchas em exportação. Em contrapartida, foi um do Estado com menor índice de saldo de empregos – 3.404 nos últimos 12 meses. Deste montante, 140 são oriundos do Vale do Taquari e Rio pardo, que está em queda na tabela do Caged. Gustavo explica que esse resultado se deve porque os empregos são gerados no setor de serviço, que não está em uma fase dinâmica no RS.

Quem é Gustavo

Em novembro de 2018, o doutor em economia aplicada pela Universidade de São Paulo (Esalq/USP), Gustavo Inácio de Moraes foi escolhido pelo Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS) o Economista do Ano, tendo, portanto, a delicada tarefa de representar a profissão nesse emblemático ano de 2019.